No âmbito das Jornadas Mundiais da Juventude, a Escola de Tecnologias Navais (ETNA) abriu as suas portas para acolher jovens peregrinos que vieram ao encontro do Papa Francisco, para serem confirmados na fé, todos eles membros das Forças Armadas e de Segurança dos seus países de origem, nomeadamente Italianos, Franceses e Espanhóis.

No dia 2 de Agosto, pelas 21.30h, estes jovens e outros de origem polaca, austríaca e portuguesa, reuniram-se para uma Vigília de Oração na Etna.

Esteve presenta o Bispo das Forças Armadas e das Forças de Segurança de Portugal, D. Rui Valério, acompanhado pelos Bispos Castrenses da Espanha, Holanda e Lituânia, assim como vários capelães militares portugueses e estrangeiros.

O modo como os jovens militares viveram esta vigília foi uma imagem eloquente da sua consciência de que, como disse Bento XVI no Encontro Internacional de Ordinariatos Militares de 2011, “a vida militar de um cristão deve estar relacionada com o primeiro e maior dos mandamentos, do amor ao próximo e a Deus, porque o militar cristão é chamado a realizar uma síntese pela qual seja possível ser também militar por amor, cumprindo o ministerium pacis inter arma (o ministério da paz entre as armas)”.